Você está aqui: Página Inicial > SEI! > Avisos e comunicados > O SEI por quem usa o SEI

Notícias

O SEI por quem usa o SEI

Veja o resultado da implantação do SEI no MF
publicado: 07/05/2018 09h25 última modificação: 07/05/2018 09h28

Depois de conversar com quem fez o SEI acontecer no Ministério da Fazenda, falamos com quem usa. Veja o resultado da implantação do SEI no MF, as mudanças no cotidiano de trabalho. Com a palavra os usuários:

“O SEI trouxe para todos os usuários, independentemente da posição gerencial, “economicidade”. Se fosse definir o SEI numa palavra seria essa: economicidade pois, por um lado, você tem a redução do tempo tramitação dos processos, garantido pela exclusão de tarefas alheias ao processo como, por exemplo, alguém para levar o documento de um lado para outro para ciência ou despacho. Por outro, tem-se a redução de custos com a utilização significativamente menor de papel e impressão. Por conta disso estamos devolvendo impressoras, reduzindo nosso gasto com este contrato. Outro benefício, considerado na economicidade é a produtividade: o servidor dobrou sua capacidade de trabalho, é mais com menos. Tenho que destacar também que a padronização de documentos que constam do próprio SEI permite que mais pessoas possam redigi-los e não mais só o “especialista” em redação oficial”.

Makyson Teixeira, Subsecretário de Gestão da Secretaria de Previdência

 

“No começo foi um pouco difícil, como toda novidade exige um tempo de adaptação, mas o sistema é ótimo.  É ótimo principalmente porque eliminou aquelas idas e vindas do processo, uma papelada. Agora quem manda no trâmite é o fluxo natural do processo: vai direto para quem decide, para quem tem que tomar ciência”.

Talita Almeida Dantas, Secretaria de Previdência

 

“O SEI é fácil de usar e agiliza o trâmite de processos administrativos. Em alguns casos, a utilização do SEI permitiu o redesenho de nossos processos de trabalho, diminuindo o tempo para a conclusão e aumentando a produtividade. A utilização do SEI reduziu o consumo de papel da área e, por conseguinte, proporcionou a redução dos custos envolvidos na atividade da minha área. Tudo isto, aliado à transparência, torna o SEI um dos melhores exemplos de como a modernização acarreta benefícios diretos para a Administração Pública e para a sociedade”.

Dênis de Queiroz Braz, Chefe do Núcleo de Informação, Tesouro Nacional

 

“A implantação do SEI na STN nos trouxe muitos benefícios.  Além de agilizar o trâmite de processos e reduzir muito a tramitação de papel na Secretaria, proporcionou uma maior transparência das atividades desenvolvidas pelas unidades. O SEI permitiu a modernização dos processos de trabalho, aumentando a eficiência e motivação. Aliado a tudo isso, o aplicativo do SEI ainda possibilita aos servidores acessar processos fora das instalações do Tesouro. O Ministério da Fazenda está de parabéns pela iniciativa! ”

Amanda Zaban Viana, Núcleo de Informação, Tesouro Nacional

 

“De todos os sistemas corporativos com os quais já trabalhamos, o SEI é o melhor. Ele traz mais informações e a facilidade de se localizar documentos é incomparável a outros sistemas. Há também o fator de economicidade, visto que diminuímos consideravelmente a utilização de papel e outros materiais de escritório. Estou pronta para aprender e aperfeiçoar cada vez mais a utilização do sistema”.

Eliazy Oliveira da Silva, Coordenação de Gestão de Pessoas

 

“A implantação do SEI trouxe vários benefícios para o nosso trabalho. As informações são trabalhadas com mais rapidez e efetividade, visto que todas as movimentações e procedimentos ficam registrados, o que traz mais segurança e controle na gestão dos processos”.

Flávia de Moura Coimbra, Coordenação de Gestão de Pessoas

 

“O SEI é um sistema que foi talhado para o usuário final, por ser fácil de usar. Ao associarmos a implantação do SEI ao redesenho de nossos processos de trabalho, obtivemos um ganho surpreendente: redução do tempo de tramitação ponta a ponta em quase 70%. O grande destaque do sistema, na minha visão, é sua característica modular. É possível acoplar módulos voltados a negócios específicos, que persistem dados na base de registros, associados a determinados processos. Além da celeridade, aumentamos também a transparência para a sociedade: damos publicidade aos atos do CRSFN com o publicador e o Diário Eletrônico do SEI (pautas eletrônicas, atas, intimações e acórdãos), oferecemos acompanhamento processual online completo e, em breve, inauguraremos a ferramenta PUSH.A implantação do SEI nos conselhos recursais foi uma oportunidade de ter uma área de negócio trabalhando de perto com a COGTI. Como resultado dessa parceria, pôde-se aperfeiçoar os serviços que oferecemos à sociedade, além de contribuir com a comunidade do SEI”.

Michael George Sawada, Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional