Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2018 > Agosto > Semana Enef contempla mais de 7 mil ações de educação financeira

Notícias

Semana Enef contempla mais de 7 mil ações de educação financeira

Educação financeira

Iniciativas atingiram mais de 4 milhões de pessoas em todo o país; confira o relatório
publicado: 08/08/2018 09h00 última modificação: 07/08/2018 15h26

A 5ª Semana Nacional de Educação Financeira – Enef, realizada entre os dias 14 a 20 de maio, contemplou 7.350 ações de educação financeira. O número é quase o dobro do ano passado, com 3.666 iniciativas. As ações presenciais e à distância alcançaram mais de 4 milhões de pessoas em todo o país. Acesse o relatório

Todas as iniciativas foram gratuitas e desenvolvidas por 344 instituições e pessoas que promovem temas relacionados a finanças pessoais, consumo consciente, previdência, seguros e relação equilibrada com o dinheiro. As ações puderam ser cadastradas e visualizadas pelo site  www.semanaenef.gov.br

As ações englobaram os 26 estados brasileiros e o Distrito Federal. O esforço nacional contou com iniciativas de órgãos governamentais, instituições financeiras, entidades de classe, instituições de ensino, cooperativas, fundos de pensão, corretoras, seguradoras, consultorias, sites de educação financeira, influenciadores digitais e outros apoiadores. Os estados mais atuantes foram Goiás (1.503 ações), Paraná (1.377 ações) e São Paulo (935 ações). 

Educação financeira

Realizada desde 2014, a Semana Enef é uma iniciativa do Comitê Nacional de Educação Financeira (Conef) para disseminar a educação financeira e previdenciária no país, além de contribuir para o fortalecimento da cidadania. 

A Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) preside o Conef no ano de 2018. Além da Previc, o Conef é composto por representantes do Banco Central do Brasil, Comissão de Valores Mobiliários (CVM), Superintendência de Seguros Privados (Susep), Ministério da Fazenda, Ministério da Educação, Ministério da Justiça, Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), B3, Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (Cnseg), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed). A coordenação e execução dos programas é da Associação de Educação Financeira do Brasil (AEF-Brasil).

registrado em: