Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2017 > Outubro > Brasil anuncia execício de opção de compra do 5,875% global 2019 no mercado externo

Notícias

Brasil anuncia execício de opção de compra do 5,875% global 2019 no mercado externo

Valor referente ao exercício dessa opção de resgate de títulos totaliza US$ 1,710 bilhão em valor de face
publicado: 13/10/2017 14h41 última modificação: 13/10/2017 15h19

Brasília. O Tesouro Nacional anuncia o exercício da opção de compra existente no título denominado em dólares 5,875% Global 2019, pertencente à carteira de títulos da Dívida Pública Federal Externa (DPFe).  O título, emitido no mercado em 06 de janeiro de 2009, será retirado integralmente do mercado.

O valor referente ao exercício dessa opção de resgate de títulos totaliza US$ 1.710.832.000,00 (um bilhão, setecentos e dez milhões, oitocentos e trinta e dois mil dólares) em valor de face. Por fim, o valor total da operação consta do orçamento da dívida pública mobiliária federal externa para o ano de 2017 e o Tesouro Nacional já dispõe do montante necessário de moeda estrangeira para a concretização da mesma.

Esta operação, em conjunto com a operação de gerenciamento de passivos anunciada pelo Tesouro Nacional no dia 3 de outubro de 2017, reduz de forma relevante as maturações de curto prazo da Dívida Pública Mobiliária Federal (DPFe) e favorece a elevação da liquidez dos títulos soberanos.

Portanto, esta emissão está em linha com a diretriz de atuação do Tesouro Nacional de aperfeiçoar o perfil do passivo externo, por meio de operações que consolidem a curva de juros externa em dólares, o que possibilita a obtenção de recursos de longo prazo a custos mais baixos.


13 de outubro de 2017.


Essa comunicação não constitui oferta para vender ou solicitação de oferta para comprar, nem haverá qualquer venda de títulos referenciada nessa comunicação em qualquer Estado ou jurisdição na qual tal oferta, solicitação ou venda seria considerada ilegal se emitida antes do devido registro ou qualificação sob as leis que regulamentam a emissão de títulos de quaisquer dos referidos Estado ou jurisdição. Qualquer oferta pública de bônus globais a ser feita nos Estados Unidos será executada por meio de um suplemento ao prospecto do Brasil contido em sua declaração de registro firmada junto a SEC – Securities and Exchange Commission – e que contém informação detalhada sobre o Brasil e os bônus globais.