Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2016 > Dezembro > Meirelles: ajuste fiscal auxilia na convergência da inflação para a meta

Notícias

Meirelles: ajuste fiscal auxilia na convergência da inflação para a meta

Economia

No Rio de Janeiro, ministro afirmou que ocorrerá retomada do crescimento da economia em 2017
publicado: 19/12/2016 17h31 última modificação: 20/12/2016 09h29
Marinha do Brasil/Divulgação Henrique Meirelles participa de solenidade de inauguração da placa alusiva à presença da Receita Federal do Brasil na Ilha Fiscal

Henrique Meirelles participa de solenidade de inauguração da placa alusiva à presença da Receita Federal do Brasil na Ilha Fiscal

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse nesta segunda-feira (19/12), no Rio de Janeiro, que a projeção da pesquisa Focus de que a inflação deve terminar este ano abaixo do teto da meta é resultado não só dos projetos de ajuste fiscal, mas também do trabalho do Banco Central.  O teto da meta perseguida pela autoridade monetária é de 6,50%.

De acordo com o Relatório de Mercado Financeiro – Focus, divulgado hoje pelo BC, a mediana das projeções para o avanço do IPCA em 2016 foi alterada de 6,52% para 6,49%, enquanto para 2017 seguiu em 4,90%, após ligeiras revisões para baixo. A projeção de 12 meses passou de 4,88% para 4,87%.

“Tudo isso faz com que nós estejamos vendo um processo continuado de convergência da expectativa de inflação para a meta. Isso está dentro do esperado”, comentou o ministro após participar da solenidade de inauguração da placa alusiva à presença da Receita Federal do Brasil na Ilha Fiscal.

Sobre o comportamento do PIB em 2017, Meirelles disse estar cada vez mais claro que a retomada da economia ocorrerá no próximo ano. “A nossa expectativa é que o Brasil já esteja trabalhando com crescimento no primeiro trimestre de 2017. Isso vai ser percebido pela população brasileira”, afirmou. Ele acrescentou que a melhora se dará na margem. “Isto é, a melhora trimestre a trimestre, chegando ao final do ano com um crescimento importante se compararmos o último trimestre de 2017 com o ultimo trimestre de 2016.”, estimou.

A mediana das estimativas do Focus para o desempenho do PIB em 2016 se manteve em queda de 3,48%. O ministro reconheceu que o crescimento médio está num patamar baixo nesse ano em função da severidade do quadro recessivo, mas reforçou sua estimativa de recuperação econômica em 2017.

“A queda expressiva de 2016 fará com que o crescimento de 2017 comece com uma base baixa. A média contra a média tem essa característica de ter um crescimento pequeno. Agora, se nós compararmos o último trimestre de 2017 com o último trimestre de 2016 nós já estamos prevendo mais de 2% de crescimento de quarto trimestre para quarto trimestre”.

Aumento da produtividade

O ministro adiantou que o governo deve divulgar ainda neste ano a complementação da medida que visa reduzir a taxa de juros cobrada no cartão de crédito e diminuir o prazo de recolhimento para o lojista do valor da compra efetuada no cartão.

“Foi uma complementação daquilo que anunciamos, que é na questão do cartão de crédito, do prazo de pagamento para os lojistas do valor da compra efetuada. Será ou isto ou a diminuição de juros por parte dos bancos e estamos agora trabalhando nisso”.

O governo federal apresentou nesta quinta-feira (15/12) uma série de medidas com o objetivo de elevar a produtividade e estimular a recuperação da economia do país. Divididas em dez grandes eixos, as iniciativas promoverão a desburocratização, a simplificação de regras para empresas e pessoas físicas, a facilitação para a concessão de crédito e o refinanciamento de dívidas. 

Integra o conjunto de medidas, a permissão para a diferenciação de preços entre os diferentes tipos de pagamentos, com a possibilidade de descontos para o consumidor que usar cheque ou dinheiro.

Nesse grupo de ações foi incluída também a redução do prazo de pagamento do credenciador para o lojista e das taxas de juros cobradas ao consumidor, além da universalização das formas de pagamento nos estabelecimentos comerciais.


Multimídia

registrado em: