Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > Setembro > Quatro indicadores do Tesouro Direto registram recordes em agosto

Notícias

Quatro indicadores do Tesouro Direto registram recordes em agosto

Nota à imprensa

Estoque ultrapassa a marca de R$ 20 bilhões; em agosto, vendas atingiram maior volume mensal (+14,5% ante julho)
publicado: 28/09/2015 00h00 última modificação: 05/05/2016 14h08

Em agosto, o estoque do Tesouro Direto ultrapassou a marca de R$ 20 bilhões, fato alinhado com recorrentes recordes que vêm ocorrendo desde a implantação de melhorias no programa, em março de 2015. O número de investidores cadastrados em um mês foi o mais alto desde o início do programa, com 15.187 novas adesões (aumento de 144,1% ante agosto de 2014), totalizando 552.166 investidores cadastrados. O número de novos investidores ativos também bateu recorde ao alcançar a marca de 11.865 (crescimento de 333,8% ante agosto de 2014), totalizando 187.513 investidores com posição. Além dessas marcas, o Tesouro Direto registrou o maior número de operações de venda de títulos em um mês, ao contabilizar 112.993 operações – um acréscimo de 14,5% em relação ao mês anterior (98.712 operações) e de 245,8% em relação a agosto de 2014 (32.677 operações).

O bom desempenho do Tesouro Direto também é verificado nas vendas do programa em agosto – o volume total vendido chegou a R$ 1,38 bilhões, a segunda melhor marca para esse indicador. Já as vendas líquidas alcançaram R$ 987,5 milhões, mais um recorde da série histórica. Os títulos mais demandados pelos investidores foram os indexados ao IPCA (Tesouro IPCA+ e Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais), cuja participação nas vendas atingiu 60,4%. Os títulos prefixados (Tesouro Prefixado e Tesouro Prefixado com Juros Semestrais) corresponderam a 12,5% do total e os indexados à taxa Selic (Tesouro Selic), 27,0%.

Em relação ao prazo de emissão, 17,6% das vendas no Tesouro Direto no mês de agosto corresponderam a títulos com vencimentos acima de 10 anos. As vendas de títulos com prazo entre 5 e 10 anos representaram 41,8% e as com prazo entre 1 e 5 anos, 40,7% do total.

A utilização do programa por pequenos investidores pode ser observada pelo considerável número de vendas de até R$ 5.000,00, que correspondeu a 66,3% do total. O valor médio por operação foi de R$ 12.194,38.

O estoque, ao alcançar um montante de R$ 20,61 bilhões, registrou aumento de 5,9% em relação ao mês anterior (R$ 19,47 bilhões e de 47,6% em comparação a agosto de 2014 (R$ 13,97 bilhões). Os títulos remunerados por índices de preços respondem pelo maior volume no estoque, alcançando 60,7%. Na sequência, aparecem os títulos prefixados, com participação de 20,5% e, por fim, os títulos indexados à taxa Selic, com 18,8%.

Em relação à composição do estoque por prazo, tem-se que 3,3% dos títulos vencem em até 1 ano. A maior parte, 55,3%, é composta por títulos com vencimento entre 1 e 5 anos. Os títulos com prazo entre 5 e 10 anos, por sua vez, correspondem a 25,2% e os com vencimento acima de 10 anos, a 16,1%.

Para consultar o Balanço do Tesouro Direto em sua versão completa acesse https://www.tesouro.fazenda.gov.br/pt/balanco-e-estatisticas.