Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 1998 > Malan defende transparência nas contas públicas

General

Malan defende transparência nas contas públicas

publicado: 16/04/1998 00h00 última modificação: 26/05/2015 16h50
Notas Oficiais

16/04/1998


Malan defende transparência nas contas públicas


O ministro Pedro Malan mostrou-se favorável ao código de conduta proposto pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), que defende uma maior transparência nas contas públicas dos países-membros. Para Malan, no entanto, a transparência deve ser acompanhada pela comparabilidade entre os resultados dos diferentes países.

O ministro afirmou, por exemplo, que dados referentes ao resultado fiscal do Brasil, que reúnem os números consolidados de quatro níveis (Governo Central, Previdência, Governos Estaduais e Municipais, e empresas estatais nos três níveis administrativos), são freqüentemente comparados com índices de outros países que não refletem o mesmo grau de abrangência. As afirmações foram feitas hoje (16.04) em entrevista a jornalistas em Washington, após reunião do Comitê Interino do FMI.

Sobre a liberalização do fluxo de capitais, Malan reafirmou considerar necessário que países como o Brasil mantenham mecanismos de controle sobre a entrada de capitais de curto prazo. No caso brasileiro, prosseguiu o ministro, essa função regulatória é exercida pelo Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

Clique aqui para ler o pronunciamento feito em inglês pelo ministro durante a reunião do Comitê Interino do FMI.


Ministério da Fazenda Esplanada dos Ministérios - Bloco P - 70048-900 - Brasília - DF - Pabx: (61)412-2000/3000 - Fax: (061)226-9084