Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 1998 > Ministro visita o Wall Street Journal

General

Ministro visita o Wall Street Journal

publicado: 13/04/1998 00h00 última modificação: 26/05/2015 16h50
Notas Oficiais

13/04/1998


Ministro visita o Wall Street Journal


O ministro Pedro Malan cumpriu hoje (13.04) o primeiro compromisso de sua viagem aos Estados Unidos e participou de um almoço de trabalho com a diretoria editorial do "Wall Street Journal", em Nova York. Participaram do encontro, entre outros, Robert Bardley, editor do jornal, Karen House, presidente internacional do Grupo Wall Street Journal – Dow Jones, Phil Revzin, publisher do veículo na Europa, e Mary O´Grady, editora da coluna "The Americas".

Durante o almoço, que durou cerca de duas horas, o ministro Malan reiterou que o Brasil manterá inalterada sua política cambial. O ministro lembrou declaração recente do presidente Fernando Henrique Cardoso de que, se reeleito, não modificará a política cambial. Malan citou ainda avaliação do "staff" técnico do Fundo Monetário Internacional (FMI), que não vê razão para o Brasil desvalorizar sua moeda.

Segundo Malan, no passado as desvalorizações eram utilizadas para encobrir ineficiências do setor produtivo nacional. O ministro destacou ainda o importante processo de modernização, reestruturação e descentralização por que vem passando a indústria nacional. Como resultado dos ganhos de produtividade obtidos, lembrou que as exportações brasileiras cresceram 11% nos 12 meses fechados em março passado.

Malan informou ainda que as reservas brasileiras já chegaram a um patamar próximo aos US$ 70 bilhões.

Em resposta a indagações dos jornalistas, Malan classificou as relações do Brasil com o Fundo Monetário Internacional (FMI) de "abertas e francas". De acordo com o ministro, o país mantém um diálogo fluido com o fundo em um nível jamais registrado anteriormente.

A respeito da crise asiática e seus efeitos sobre o Brasil, Malan disse que o país mostrou firmeza e rapidez nas tomadas de decisão. Segundo ele, o Governo e a sociedade, através de seus representantes no Congresso Nacional, deram uma demonstração inequívoca de que apóiam a manutenção da estabilidade da moeda brasileira. Na avaliação de Malan, esta é a melhor resposta que o país poderia dar para enfrentar a crise financeira asiática.

Malan estará amanhã em Washington, onde fica até a próxima sexta-feira para participar de reuniões no FMI e no Banco Mundial. Na próxima quinta-feira, participa da reunião ministerial do G-7 com representantes de mais 14 países em desenvolvimento.


Ministério da Fazenda Esplanada dos Ministérios - Bloco P - 70048-900 - Brasília - DF - Pabx: (61)412-2000/3000 - Fax: (061)226-9084